Paradigmas do estudo da religião: as contribuições de Jean Greisch

São muitas as abordagens do fenômeno religioso surgidas nos últimos dois séculos. Algumas recorrem aos métodos elaborados pelas ciências humanas, sobretudo a historiografia, a sociologia, a etnologia/antropologia, a psicologia e a fenomenologia. Outras tratam a religião numa perspectiva filosófica,...

Full description

Saved in:
Bibliographic Details
Published in:Horizonte
Main Author: Mori, Geraldo Luiz de 1960-
Format: Electronic Article
Language:Portuguese
Check availability: HBZ Gateway
Journals Online & Print:
Drawer...
Published: [2019]
In:Horizonte
Year: 2019, Volume: 17, Issue: 53, Pages: 615-650
Online Access: Free Access
doi
Description
Summary:São muitas as abordagens do fenômeno religioso surgidas nos últimos dois séculos. Algumas recorrem aos métodos elaborados pelas ciências humanas, sobretudo a historiografia, a sociologia, a etnologia/antropologia, a psicologia e a fenomenologia. Outras tratam a religião numa perspectiva filosófica, como se pode ver nos grandes autores que, sobretudo a partir do século XIX, se consagraram à elaboração de uma filosofia da religião. Nas últimas décadas, com a renovação da filosofia hermenêutica, novas leituras da religião têm surgido, renovando profundamente esse campo do saber. O texto aqui proposto apresenta alguns elementos da grande síntese do filósofo luxemburguês Jean Greisch, pouco conhecido no Brasil, mas cuja contribuição ao estudo da religião é original, privilegiando uma hermenêutica da passagem. Após uma breve apresentação de sua obra consagrada à filosofia da religião, serão apresentados os cinco "paradigmas" dos estudos da religião segundo ele: o especulativo, o crítico, o fenomenológico, o analítico e o hermenêutico, o último seguido pelo próprio autor.
ISSN:2175-5841
Contains:Enthalten in: Horizonte
Persistent identifiers:DOI: 10.5752/P.2175-5841.2019v17n53p615